Antonia Philippsen Boaventura

Artista do Coletivo BB arte – Bio e Acervo

Antonia Philippsen Boaventura, brasileira; , natural de Brasília/DF é Produtora Cultural /Produtora Musical; Produtora/Diretora de palco da Mega Festa dos 40 anos da Feira Hippie de Ipanema; Artista associada a Chave Mestra (Associação dos artista visuais de Santa Teresa); Suplente na cadeira de Artes Visuais do Conselho Municipal de Cultura; Curadora do Museu de Arte Sacra e Popular da Igreja Matriz Nossa Senhora do Desterro Campo Grande (igreja com mais de 400 anos ); Coordenadora do projeto Feira Regional dos Artesãos da Nossa senhora do Desterro e que acontece 1 vez por mês beneficiando diversas linguagens artísticas da Zona Oeste do Rio de Janeiro com apoio da NOVA CEDAE e seu pessoal, Projeto Replantando Vidas que distribui gratuitamente a cada evento cerca de 500 mudas de plantas próprias para a proteção dos mananciais.
Realizou exposições em Belo Horizonte no Salão de Arte Contemporânea e Internacional Arte Tocada e Arte Que Toca na Galeria Gilda Queiroz; curadoria Heloiza Azevedo e no Rio de Janeiro: Individual Art Ataca! No Museu Municipal De Mangaratiba pela Fundação Mario Peixoto; Mercadinho Ceará Street ( Evento Cultural ); Casa Soledade (obras e peças ) Studio M.V.A3!; Arte de Portas Abertas – Santa Teresa _Associada e Curadora na Coletiva A periferia no Centro da Lapa aos Pés de Santa Tereza; Galeria Pop Up; Galeria Zagut.

Veja abaixo obras da artista Antonia Philippsen Boaventura, disponíveis no Espaço BB arte – Ipanema.
Passe o mouse sobre a foto ou aumente manualmente para ver detalhes da obra.

Título: A de Eterno”

Serie: Embalado a Vácuo
Técnica mista
Dimensão: 90 x 70 cm

A tela faz parte da Serie Embalado a Vácuo inspirada na frase de Philipp Dick _ “as vezes enlouquecer é uma resposta adequada à realidade” escritor norte-americano de ficção científica que alterou profundamente este gênero literário, explorando temas políticos, filosóficos e sociais, autoritarismo, realidades alternativas e estados alterados de consciência. A artista chama atenção para o comportamento humano atual, para o desperdício das indutrias alimtentícias, quantidade de embalagens produzidas …..