Letícia Mercier

Artista do Coletivo BB arte – Bio e Acervo

Ateliê da artista visual Letícia Mercier

Nascida em Três Corações, Minas Gerais, Letícia Mercier desenhava desde pequena e sempre teve vontade de virar pintora. Se mudou para a cidade de Niterói e passava muito tempo observando as formas das coisas, linhas, cores e sombras.
Na adolescência iniciou um curso de desenho para pintura no atelier Poly Arte em Pernambuco. Aos 17 anos entrou para a faculdade de Artes em Indumentária, onde criava figurinos e aprendeu a aquarelar e desenhar croquis.

Em 2013 iniciou um processo de autoconhecimento e descobertas criativas solitárias, por meio do desenho e pintura. Iniciou uma série de aquarelas denominadas “Divas ouro negro” e daí em diante passou a estudar de forma autodidata a pintura fluida e os retratos femininos afrobrasileiros. Hoje se dedica a criar em seu atelier em Niterói e realiza exposições em São Paulo, Rio de Janeiro, Veneza, Torino e Nova York. Sua pesquisa começou com o desejo de se tornar mais presente no mundo por meio da reflexão dos seus anseios, enquanto mulher inserida na sociedade veloz, dinâmica e inconstante. Os retratos são para mostrar as várias camadas femininas sem se deter as forma estabelecidas, aos estereótipos sexualizados e , outrora muito vistos na pintura brasileira. Dessa forma, a artista decidiu fotografar mulheres que acha admiráveis e assim criar maneiras de manifestação visual de suas potencialidades na pintura à óleo e acrílica.
Pelo fato de desejar utilizar técnicas distintas que representem as forças dinâmicas que envolvem uma vida humana, a artista passou a pesquisar técnicas abstratas em pintura fluida para assim conseguir somar os dois campos de forma sofisticada. Dessa forma, passou a ver imagens aéreas da Nasa, satélites e drones que pudessem lhe mostrar as formas e cores mais naturais e presentes no planeta Terra.
Acabou desenvolvendo um trabalho todo direcionado ao Planeta Terra e depois que criou confiança na técnica, começou a desenvolver os retratos com as técnicas clássicas e modernas, criando uma identidade artística própria.
Os retratos,são um reflexo da construção e desconstrução do que é ser mulher afro-brasileira contemporânea, que está livre de papeis engessados e de amarras invisíveis.

Veja abaixo obras do artista Letícia Mercier, disponíveis no Espaço BB arte – Ipanema.
Passe o mouse sobre a foto ou aumente manualmente para ver detalhes da obra.
No final desta página assista o vídeo em que a artista fala do seu trabalho.

Título: Índico

Ano: 2018
Técnicas e materiais: Acrílica sobre tela
Dimensões: 100 cm de diâmetro

Pintura abstrata inspirada na visão aérea do planeta Terra que envolve principalmente a ideia de fluxo contínuo de líquidos no mundo e no corpo humano. A artista buscou revelar as várias nuances sensoriais que envolve o sentimentos de águas revoltas e ondas, que quebram nos corais marítimos e também na alma humana. A ideia de profundidade é muito presente na obra da artista, e a escolha da cartela procura brincar com tons metálicos, terrosos e azuis escuros presentes na natureza.

Título: Atena

Ano: 2018
Técnicas e materiais: Acrílica sobre tela
Dimensões: 100 cm de diâmetro

A tela faz parte da série de pinturas realizadas com o desejo de transbordar sentimentos de beleza, equilíbrio e sofisticação presentes na natureza e no todo. Entitulada Atena, deusa grega das artes e da sabedoria, a escolha da paleta se baseou principalmente na potencialidade do azul ftalocianina puro em interação com cores sólidas como o branco titânio e o cobre. A partir de emoções equilibradas e muito pessoais a artista entrega a obra com toda a sua potencialidade de beleza.

Título: Poder do Turbante

Ano: 2018
Técnicas e materiais: Óleo sobre compensado
Dimensões: 100 x 90 cm

Poder do turbante foi a primeira tela da série de retratos denominada Ouro Negra. A pintura é resultado de uma seleção entre 400 fotografias com direção de arte de Letícia Mercier que se baseia em uma persona carioca. A tela reflete o empoderamento da mulher afro-brasileira e a completude em si mesma.

Título: Baobá-Ciçá

Técnica: Acrílica e spray sobre tela
Dimensão: 160 x 110 cm
Ano: 2020

A pintura Baobá-Ciçá exterioriza a liberdade de expressão e energia da persona feminina, em meio ao cotidiano urbano rígido e concreto. A vibração interior humana, a possibilidade de revelar múltiplos mundos sutis em meio a criatividade da existência e a vivacidade das cores são a potência da obra. Já o nome da obra “Baobá” se refere à ancestralidade simbolizada pela árvore africana sagrada em união com o espectro feminino da persona Ciçá.